Amigos do Blog

Siga-me por e-mail

Ocorreu um erro neste gadget

Total de visualizações de página

quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Prêmio dado a Anitta causa desconforto...

Moramos em um país onde determinadas pessoas, que realmente fazem a diferença, são jogadas no esquecimento, tratadas com indiferença, ignoradas por alguns segmentos, se não todos... é questão de dar o valor necessário. Só que dentro desse quadro que já se torna revoltante, outras pessoas recebem em excesso, uma projeção exaustiva por parte da grande mídia... não que algumas não mereçam um certo destaque, mas não tanto como temos visto, e que até ultrapassa o bom censo. E assim a mídia tem exagerado nessa questão, e o povo, em parte, parece engolir essa projeção exagerada, onde há atores que não atuam, escritores que não escrevem, cantores que não cantam, apresentadores que não apresentam, e até jogadores que não jogam...   

Algumas dessas pessoas, que circulam em meio a industria do entretenimento, são vistas como heróis, elevadas ao estado de rainhas e reis, e expostas como bom exemplo, quando no entanto, não contribuíram tanto como a mídia as apresenta, a ponto de ganharem os tantos títulos que por ai estão estampados... bom seria que de uma certa maneira a coisa realmente fizesse justiça... mas não é o que de fato vemos... tanto, que há um certo desagrado popular pelo que a mídia anda veiculando em seus canais de televisão, mídia impressa e em seus sites... e assim vazando para as redes sociais.

Mas vamos ao fato do porquê da coisa...

professora Heley de Abreu Silva Batista, de 43 anos, que após duas paradas cardíacas faleceu no Hospital Regional de Janaúba, por ter tentado impedir um segurança alucinado que ateou fogo nas crianças da escola na qual trabalhava, e com isso, a professora, teve 90% do seu corpo queimado... é uma mulher que já merecia o destaque merecido por ser uma professora em um país, aonde o magistério é ignorado por seus governantes, e até mesmo por alunos e pais. Ela, e outros tantos, que dignamente persistem nessa profissão, deveriam ser reverenciados como os mestres do ensino são lá na terra do sol nascente, o Japão. A pergunta é: A atitude de Heley ganhou de fato o destaque merecido? Se sim, por que não se fala mais nisso... aos poucos a nobre professora está sendo esquecida pela mídia.

engenheira Nadia Ayad, formada pelo Instituto Militar de Engenharia (IME), teve seu nome postado em vários sites por ganhar o primeiro lugar no desafio da Sandvik Coromant, ao desenvolver um processo de dessalinização por intermédio do Grafeno, que é uma forma cristalina do Carbono. A importância disso é algo que o tempo nos dirá com precisão, pois que a qualidade da nossa água, pelo modo como hoje a tratamos, está a cada dia nos dizendo, que em um futuro próximo, veremos o quanto erramos no uso desse nosso bem tão precioso. Nadia é uma mulher negra com passagem pela Universidade de Manchester e a Imperial College London, ambas na Inglaterra. A pergunta é: aonde a grande mídia apresentou Nadia à todos nós? Pouquíssimos sites, e pelo que sei em rodapés de jornais, e talvez nada em canais de televisão.       
   
Isso citando apenas duas mulheres, pois temos muito mais ai, inclusive homens naturalmente, no anonimato e que mereciam ser lembrados... e por que aqui é citado só mulheres? A resposta é devido as tantas não concordâncias que estão sendo postadas em WhatsApp, Facebook, Twitter e outras ferramentas mais, pela indicação e premiação de Anitta ao Prêmio GQ Brasil Men Of The Year 2017, na categoria "Mulher do Ano".
"Sempre me perguntei qual eram os pontos levados em consideração para eleições deste tipo. Quando soube que seria eleita a Mulher do Ano da GQ parei para recapitular tudo que fiz em 2017 e só assim me dei conta de quanta coisa aconteceu", disse a cantora em entrevista à revista. 
Agora Anitta se junta a um time de estrelas como Isabeli Fontana, Grazi Massafera, Maria Casadevall, Isis Valverde, Tatá Werneck e Taís Araujo, que também ganharam o prêmio em edições anteriores. Nomes assim já geraram descontentamento, mas o da Anitta está batendo o recorde.  

Enquanto isso, outros disparates vão acontecendo pelo país... quer um exemplo? Em Maricá, o hospital municipal recebeu o nome de Dr. Ernesto Che Guevara.

Links de sustentação:



terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Van Helsing.... de Bram Stoker a TV



A nova série de TV, Van Helsing, que estreiou em 23 de setembro de 2016 é baseada nos quadrinhos da Editora Zenescope Entertainment... que conta as aventuras de uma descendente de Abraham Van Helsing, o destruidor de vampiros, personagem do livro "Drácula" de Bram Stoker (1847-1912), e que no cinema vários atores já o interpretaram: Peter CushingEdward Van SloanLawrence OlivierHeber LomPeter FondaDavid CarridineChristopher PlummerAnthony HopkinsHugh Jackman, entre outros tantos...


O Van Helsing original já havia tido uma transformação muito boa no filme estrelado por Hugh Jackman e Kate Beckinsale. O filme dirigido por Stephen Sommers, e que até hoje muitos esperam uma continuação, possuía vários atrativos, já que muitas criaturas do gênero Terror e Ficção Cientifica, como o Lobisomem e a Criatura de Frankenstein foram agregados a história.     



Agora não pensem que essa é a vez de uma versão feminina do personagem, pois Vanessa Helsing (Kelly Overton), como dito acima, é na verdade a tataraneta de algum Van Helsing... e essa começa a sua aventura despertando de um coma de três anos em um hospital sitiado por vampiros que mais se parecem zumbis, e que tem como seu protetor, Axel Miller (Jonathan Scarfe), um fuzileiro que segue a risca as suas ordens, mesmo que essas pareçam não mais fazer sentido. Tanto que mantém em cativeiro a antiga médica de Van, que foi vampirizada... o bizarro é que esse fuzileiro a alimenta com o seu próprio sangue... e a coisa fica mais estranha quando um grupo indesejado passa a fazer parte da rotina desse hospital, que mais parece uma fortaleza, com inúmeras armadilhadas instaladas para que os vampiros ferais não adentrem o prédio.

E por que eu disse vampiros ferais? Por que esses ao contrário de um outro grupo, são de fato zumbizados... que obedecem as ordens de Dmitri, Rebecca e Julius... vampiros que mais se assemelham ao que já estamos acostumados.  .

É claro que algumas comparações já estão sendo feitas em relação a esse novo seriado... 
The Walking Dead, que também é baseada nos quadrinhos... Z Nation, são as principais... pois essa coisa de um mundo pós-apocalíptico, com monstros zumbizados e outras coisas mais, degolando a todos, como são apresentadas no, também, bom seriado, Falling Skies, produzido nada mais, nada menos do que por Steven Spielberg, só que nessa série os monstrengos são alienígenas. A série estreou nos EUA em 19 de junho de 2011 e no Brasil, estreou em 24 de junho de 2011
Esse quadro apocalíptico nos seriados, há um bom tempo tem se elevado por força da literatura,  dos quadrinhos e do cinema.   

Voltando a falar de Van Hrlsing, apesar da boa receptividade por parte de quem anda assistindo o seriado, eu andei lendo em muitos sites e blogs, criticas injustas devido a baixa produção... esses sites e blogs, no entanto, esquecem, ou não percebem, que o bom de um enredo é uma hist´ria bem contada... mas parece que alguns se acostumaram mais com o visual do quê com o conteúdo, o quê é uma pena. 

A prova de que a coisa engrenou, é que já no quarto episódio da série a Syfy já havia renovado para a exibição da 2ª temporada. Isso não é para qualquer um... muitos seriados, até bons, ficaram pelo meio do caminho... e creio que Van Helsing, por saber explorar bem o conceito de surpresa, o quê é visto logo de cara nessa primeira temporada, seja, independente das associações com outros seriados e as criticas já relacionadas, o seriado da vez. 

Van Helsing é mais uma série da Syfy, que se especializou nos gêneros Ficção Cientifica, Suspense,Terror e Fantasia

Eu recomendo... 
      
=====<<<>>>=====
Abraços, sempre!!!...
Mu®illo diM@tto
=====<<<>>>===== 
     

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Vagner Vargas – Arte Conceitual

Para quem costuma acessar os meus blogs pelo meu portal Porticus Initia (www.porticusinitia.blogspot.com.br) já dever ter reparado (se não reparou, repare!) a arte estampada junto ao título, ao lado há a referência de quem é a autoria e a técnica usada. 
Dois Portais, de autoria de Vagner Vargas. Arte utilizada em meu portal.


Esse cara tem ilustrações fantásticas... essa conforme foi postado em seu Facebook (https://www.facebook.com/vagnervargas) é de extrema beleza gráfica. 


Artista já conceituado no mercado e na qual sou fã confesso... hoje utilizo esse meu espaço virtual para falar um pouco dele, aproveitando o quê já foi postado em http://universogalaxis.com.br:  
"Vagner Vargas é artista plástico e ilustrador desde 1989, quando concluiu o curso de artes no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo. Atua no mercado editorial desde 1990, com ilustrações e criações diversas para miolo e capa de livros entre outros projetos, como posters e cards. Também produziu histórias em quadrinhos para os Estados Unidos, com arte interna e capas para romances gráficos. Trabalhou para diversas editoras, ilustrando ficção científica, fantasia, didáticos e literatura em geral. É um dos poucos ilustradores na história da Ficção Científica no Brasil, claramente identificados com o gênero — tanto que foi o artista convidado de honra da V InteriorCon, em 1997. Foi o único artista brasileiro a ilustrar livros da série Jornada nas Estrelas."


"Para a Devir Livraria, ilustrou as capas dos livros de Jorge Luiz Calife, Trilogia Padrões de Contato e Angela entre dois Mundos, e os de Orson Scott Card na premiada Saga de Ender: O Jogo do Exterminador, Orador dos Mortos, Xenocídio e Os Filhos da Mente." 


O livro Jogo do Exterminador (Ender's Game) se tornou best-seller  e foi adaptado para o cinema. Ao lado a arte de Vagner Vargas para a capa do livro.

Abaixo a série de capas realizada pelo artista para essa incrível saga:  



"Sempre se atualizando e pesquisando novas tendências, tem combinado seu talento para o desenho com a arte digital. Além da ilustração editorial e das artes plásticas, já atuou com animação e criação visual, e como artista plástico tem um trabalho na linha do fantástico, com temática relacionada à natureza do planeta e do ser humano. Divide domicílio entre a cidade de São Paulo e o interior, é o pai do escritor Victor Vargas, com quem trabalha atualmente no projeto de fantasia para crianças, Isidora (http://www.isidora.aquart.com.br/)."


 "Na Internet, Vagner Vargas está em http://www.vagnervargas.com.br."
=====<<<>>=====
Abraços, sempre!!!...
Mu®illo diM@tto
=====<<<>>>=====

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Rogue One, mais uma história Star Wars

 Capa da Publicação
Rogue One: Uma História Star Wars, lançado pelos Estúdios Disney, é mais uma "derivagem" (termo correto para quem desenvolve uma criação em cima de uma ideia, um projeto, arte, ou até mesmo uma pesquisa já existente, mas quem preferir pode chamar de spin-off mesmo), desse grande universo Star Wars, criado por George Lucas, e que na realidade não é o primeiro, pois além das animações e tantos livros sobre essa saga, existem também dois filmes: Caravana da Coragem e Ewoks: A Batalha de Endor... isso sem falar dos games, apesar de isso já ser uma outra situação e não pode ser considera uma "derivagem".
Caravana da Coragem. Esses sim é o primeiro Spin-Off
Capa de um dos livros Star Wars



Rogue one... é uma história a parte dos personagens já conhecidos da saga original, mas como não poderia deixar de ser, é uma aventura que também está contida no conflito entre a Aliança Rebelde e o Império Galáctico, só que conta com um enredo que antecede o Episódio IV - Uma Nova Esperança.


Para resumir bem: os novos heróis tentam roubar os planos da Estrela da Morte, a enorme estação bélica do Império... aí é só assistir para ver se essa aventura está a altura dos demais filmes, animações e livros. Eu digo que está... e pelo jeito os fãs também acreditaram, pois as bilheterias do mundo inteiro provam isso. 


O diretor do longa, Gareth Edwards, diz que a produção quase seguiu por um caminho mais conhecido pelos fãs, e quando diz isso é relação ao clássico resumo – acompanhado pela icônica trilha sonora – sobre a situação da galáxia e dos heróis no momento daquela aventura. 


Rogue One não ganhou essa abertura.
Estrela da Morte.


Gary Whitta, um dos roteiristas do filme, revelou recentemente que, em seus primeiros rascunhos, Rogue One possuía sim uma abertura clássica, com o resumo. Isso pode ser lido na entrevista (em inglês) para a Empire Magazine.




O elenco (e bom elenco, por sinal) conta com os seguintes atores:

Felicity Jones, no papel de Jyn Erso;

Diego Luna, no papel de Cassian Andor;

Donnie Yen, atua como Chirrut Imwe;

Mads Mikkeslsen é Galen Erso; 

Ben Mendelsohn é Orson Krennic;

Forest Whitaker é Saw Gerrera;

Alan Tudyk é K-2SO;

Jiang Wen é Baze Malbus;

Genevieve O'Reilly é Mon Mothma;

James Earl Jones é o terrível Darth Vader 










=====<<<>>=====
Abraços, sempre!!!...
Mu®illo diM@tto
=====<<<>>>=====

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

Calendário das estreias dos filmes de 2017

Esse calendário foi disponibilizado pelo site : http://legiaodosherois.uol.com.br/  e pode ser baixado através do link:  http://legiaodosherois.uol.com.br/wp-content/uploads/2016/11/Calendario_2017.pdf
É claro que essas datas podem não estar de acordo, mas que os lançamentos acontecerão, sem dúvida que sim.


=====<<<>>>=====
Abraços, sempre!!!...

Mu®illo diM@tto
=====<<<>>>=====